Pesquise Preços de Medicamentos e Compre Online Pagina Principal Notícias e novidades ABC da Saúde Contato Adicione este site aos seus favoritos
Pesquisar

Infertilidade humana
 
Publicada em 09/12/2010 22h38

Saiba tudo sobre Infertilidade

Os exames realizados no casal identificam as principais causas de infertilidade.

Das causas de infertilidade, 30% são de causa masculina, 30% de causa feminina, 30% são de causa feminina e masculina e 10% de causas indeterminadas.

Em 30% dos casos, ambos os membros do casal têm problemas.

Após identificadas as causas, será proposto ao casal um plano de tratamento.

Aproximadamente dois em cada dez casais têm dificuldade de engravidar. É muito importante que esse casal procure assistência médica especializada.

O médico que cuida desses casos é chamado no Brasil de especialista em Reprodução Humana.
O primeiro passo do médico ou da clínica especializada é realizar exames no casal procurando as causas da baixa de fertilidade. Costuma-se chamar isso de Pesquisa básica de fertilidade.

É fundamental que o casal procure o médico conjuntamente e que os exames sejam feitos no casal. Tal fato se justifica por dois motivos:
•    Primeiro, pela oportunidade do especialista discutir o planejamento da pesquisa e depois do tratamento com o casal.
•    Segundo, pela possibilidade de ambos terem problemas de fertilidade.
É um absurdo o tratamento de apenas um membro do casal sem conhecer se o outro tem capacidade reprodutiva plena.
A pesquisa básica de fertilidade mostra as causas da infertilidade.


Causas da infertilidade feminina:

1.    Distúrbios hormonais que impeçam ou dificultem o crescimento e a liberação do óvulo (ovulação)
2.    Síndrome dos Ovários Policísticos
3.    Problemas nas trompas ou tubas uterinas provocados por infecções, cirurgias ou;
4.    Endometriose
5.    Ligadura das trompas
6.    Muco cervical que impede a passagem dos espermatozoides

Causas da infertilidade masculina:

1.    Diminuição do número de espermatozoides
2.    Pouca mobilidade dos espermatozoides
3.    Espermatozoides anormais
4.    Ausência da produção de espermatozoides
5.    Vasectomia
6.    Dificuldades na relação sexual


O tratamento da infertilidade

é baseado na correção dos problemas diagnosticados na pesquisa básica de fertilidade.

Dessa maneira, é importante a correção ou tratamento dos problemas encontrados, tais como infecções, problemas masculinos e problemas femininos.

Às vezes apenas uma orientação médica a respeito da maneira e dos dias das relações é suficiente para o objetivo de engravidar.

Em outros casos existem modernas técnicas chamadas de concepção assistida.

Para casos especiais existem as clínicas de reprodução humana.


A Fertilização In Vitro, também chamada de FIV ou de "bebê de proveta", foi uma das grandes conquistas no tratamento da infertilidade.

É reservada para casais que já tentaram outras formas de tratamento ou para aqueles que têm impossibilidade de obterem uma gravidez por métodos naturais ou assistidos.

Vários óvulos são removidos do ovário após uma sessão de indução da ovulação com medicamentos.

A remoção desses óvulos é feita através da vagina, orientada por ultrassom (ultrassonografia) endovaginal.

Esses óvulos são fecundados com os espermatozoides do parceiro (ou de um doador, caso o parceiro não tenha nenhuma possibilidade de produzir espermatozoides).

Uma variação importante dessa técnica é a ICSI, quando apenas um espermatozóide é injetado no óvulo por meio de micromanipulação.

Após o acompanhamento microscópico desses embriões é realizada a transferência de não mais de três para o útero.

Hoje, praticamente, só se faz a ICSI, já que seus resultados são melhores.

Uma das indicações dessa técnica é também a possibilidade de uma mulher sem óvulos receber os óvulos fecundados de uma doadora e abrigar os embriões em seu próprio útero.

Por meio dessa técnica também é possível a realização do PGD – Diagnóstico Genético Pré-Implantacional.


Indução a Ovulação
Essa técnica é utilizada quando a pesquisa básica de fertilidade diagnosticou falta ou distúrbios na ovulação.

Também é utilizada em casos de ovários policísticos. É também uma fase importante da Inseminação Intrauterina e da Fertilização in Vitro. Uma série de hormônios é responsável pelo fenômeno da reprodução.

O objetivo do tratamento é fazer com que o ovário produza um óvulo na época certa e orientar o casal para ter relações nessa época. Muitos medicamentos podem ser utilizados, e cada vez mais os resultados são promissores. É necessário um monitoramento da resposta dos ovários para que não haja mais de um folículo maduro ou para que não haja hiperestimulação dos ovários. Esse monitoramento é, geralmente, feito por ultrassom (ultrassonografia) endovaginal.

Como qualquer tratamento médico, a indução da ovulação só pode ser feita sob orientação de um médico especialista.


Dietas e desordens alimentares

Não parece que dietas bem balanceadas tenham um efeito benéfico sobre a fertilidade apesar de fazerem bem à saúde como um todo. No entanto, o excesso de exercícios e as desordens alimentares podem ser uma causa de infertilidade.

É importante que doenças metabólicas como o diabetes e as desordens do colesterol sejam corrigidas em casais que estejam tentando filhos.

Mulheres que desejam engravidar deveriam tomar quantidade suficiente de ácido fólico (400 mcg por dia ou 0,4 mg) para evitar malformações do tubo neural (sistema neurológico do bebê).

Em homens com baixa contagem de espermatozoides, multivitaminas e sais minerais podem melhorar esse aspecto.

Desordens alimentares como a bulimia e a anorexia durante muitos anos da vida da mulher podem ter impacto negativo na fertilidade. Nessas condições, mulheres não ovulam mesmo tendo menstruação normal. Nesses casos o tratamento da desordem alimentar deve preceder o tratamento da infertilidade.
Pesquisas recentes mostram que dietas saudáveis podem melhorar a função dos ovários na síndrome dos ovários policísticos.

O excesso de exercício é, também, uma causa importante de parada de ovulação com consequente infertilidade. Também no homem o excesso de exercícios pode ter ação sobre os espermatozoides.

Outra causa importante de infertilidade que pode ser evitada pelos casais são as doenças sexualmente transmissíveis. Doença inflamatória pélvica, sífilis e gonorreia são causas de infertilidade. Sexo seguro durante toda a vida antes do casamento é uma prática que os todos jovens deveriam ter. O uso de camisinhas é altamente recomendável por todas as autoridades médicas como uma importante forma de evitar/prevenir a infertilidade causada por doenças sexualmente transmissíveis.

Idade
A fertilidade e as chances de tratamento da infertilidade diminuem com a idade. A fertilidade declina a partir de 35 anos.

Posição da relação sexual
Não parece ter influência a posição sexual no índice de sucessos de gravidez. Duchas vaginais depois da relação são sempre condenáveis tanto para mulheres que desejam engravidar como para as que não desejem.

Dias férteis
Um casal é fértil somente seis dias por mês. E muito fértil somente em menos dias. Se bem que isso não funcione quando se tenta evitar/prevenir uma gravidez; é importante para quem quer ficar grávida. Sinais externos como a temperatura basal, muco cervical e testes de LH (do inglês – Hormônio Luteinizante) na urina podem aumentar a chance de um casal encontrar sua data mais fértil durante o ciclo. Pesquisas recentes mostram que os dias mais férteis de um ciclo de 28 a 30 dias são o 12º 13° e 14º.

Temperatura do testículo
A espermatogênese, formação dos espermatozoides, ocorre em temperatura abaixo da temperatura corporal. Em homens com baixa contagem de espermatozoides é importante evitar o uso de roupas apertadas, ficar sentado muito tempo ou trabalhar perto de fontes de muito calor. Em homens com espermograma normal não parece se tornar um problema significativo.
 


Os índices de sucesso

O índice de gravidez em Inseminação Intrauterina após Indução de Ovulação é de aproximadamente 20%, aumentando para até 80% após algumas tentativas se não houver outras causas de infertilidade.

Em casos de Fertilização in Vitro, o índice cresce até 25% por tentativa, e em ICSI, até 56% por tentativa.

Um alerta importante: mesmo os tratamentos de reprodução humana de alta tecnologia têm resultados piores nas mulheres acima de 35 anos.

No entanto, uma das etapas mais importantes do tratamento é o aconselhamento honesto a todos os casais que estão tratando de infertilidade.

O tratamento por si só gera expectativas e frustrações, e os casais devem receber orientação adequada.

Uma frase importante é que mais do que o filho querido, deve haver amor entre o casal.

Existem diversos especialistas em reprodução humana e clínicas aptas para realizar os procedimentos descritos nesse artigo no Brasil.

Além disso, diversas universidades brasileiras oferecem tratamento gratuito a casais sem filhos.



Primeiro remédio 100% à base de canabidiol no mundo    
Empresa americana de remédios à base de cannabis vem para o Brasil    
Lenalidomida é incluída em controle especial    
Estudo mostra aumento de problemas cardíacos por causa de analgésicos    
Dor de cabeça não é mera desculpa    
Distúrbio e Hormônio do Crescimento GH    
Ginastica para gestantes    
Garrafada de Plantas Medicinais    
Saude e Sexualidade: Pompoarismo    
Cha verde protege contra Alzheimer e cancer    
Cuba anuncia 1a vacina terapeutica contra cancer de pulmão    
Cientistas descobrem como alguns canceres se tornam malignos    
Cientistas chilenos desevolvem vacina contra alcoolismo    
ASMA: A VILÃ DA INFÂNCIA    
Dicas para acabar com a celulite e estrias    
Sonho: Desejo de engravidar    
A Cura do câncer    
A Cura da AIDS    
O poder do vinho na saude    
Infertilidade humana    
4BIO Medicamentos Especiais    
Corrimento vaginal: Como evitar    
Câncer de mama    
Câncer colo-retal    
Osteoporose    
Glaucoma    
Próstata    
Calvície    
Disfunção erétil    
Tamanho do pênis    
Tensão Pré menstrual    
Espinhas, cravos, acne    
Ejaculação precoce    
Viva mais e melhor    
Parar de fumar    
Doenças Cardíacas    
Hemorróidas    
Labirintite    
Infarto cardíaco    
Obsesidade    
Cólicas Menstruais    
Síndrome do Ovário Policístico    
Câncer colo-retal    
10 dicas para a saúde sexual masculina    
Obesidade x Saúde sexual    
Os riscos da falta de vitamina D    
Grandes doses de vitamina B podem atrasar ou deter o Alzheimer    
O poder do AMARANTO    
Estatinas contra o Colesterol    
Diabetes. Preciso tomar remédios?    
Tudo sobre Força Muscular e Saude do corpo    
Pilula do dia seguinte    
Dicionário Médico    
Disposição versus cansaço    
Principais laboratorios    
O dano dos anabolizantes    
Viagra x Cialis x Levitra - Comparativo medic. para impotencia    
10 perguntas e respostas sobre pílulas anticoncepcionais    
Musculação    
Homeopatia X Alopatia    
Medicamentos similares    
Medicamento de referência    
Medicamentos genéricos    

O Ministério da Saúde adverte: Todo medicamento pode causar mal a saúde. Todas informações sobre saúde contidas neste site são fornecidas somente para fins educativos e não pretendem substituir, de forma alguma, as discussões estabelecidas entre médico e paciente.
Todas as decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, que levarão em consideração as características exclusivas de cada paciente. Não faça auto-medicação. Consulte o médico regularmente.
Desenvolvimento: qualitÉ! Tecnologia Encontre medicamentos e muito mais. Pesquise preços, compare e Compre online!
Preços de Medicamentos - ® 2010. Todos os direitos reservados.   Administração  Webmail
PÁGINA PRINCIPAL | QUEM SOMOS | NOTÍCIAS | ABC DA SAÚDE | CONTATO
contato@precosdemedicamentos.com.br